terça-feira, 12 de abril de 2011

Filosofia: Como melhorar o ambiente escolar?


Estava caçando arquivos antigos aqui no computador e me deparei com um trabalho de Filosofia que eu e meu amigo Lucas Bento (dono do Blog: http://musicalaurora.blogspot.com) fizemos. Ele trata de uma questão que o professor colocou na lousa: Como melhorar o ambiente escolar?

Hoje eu ia postar um texto sobre intolerância e indignação com algumas coisas (um desabafo em relação as idiotices que vem acontecendo no Brasil e no mundo), mas vou aperfeiçoá-lo antes de colocar aqui. Desse modo decidi colocar nosso trabalho no Blog, apresentando de uma série de importâncias que ocorrem no convívio social do aluno em sua escola e como ele pode tornar esse ambiente mais agradável.

Como melhorar o ambiente escolar?

A resposta é simples: respeito. Mas não estou falando de “bom dia”, “boa tarde”, respeito é entender um mínimo que seja as pessoas que convivem a sua volta e isso vai além da escola.

É hipocrisia dizer que gostaremos de todos, e nem precisa chegar a tanto: muitas vezes não conhecemos as pessoas com quem passamos nossas manhãs/tardes, dias e anos, em parte devido ao tempo ser curto, principalmente quando falamos do colégio.

Devemos lembrar que a escola é antes de tudo um ambiente para aprender, e muitas vezes o tempo é escasso inclusive para que o professor passe o conteúdo de sua matéria.

Mas vai além, a escola é um lugar onde aprendemos também a nos relacionar, e a única forma de nos relacionarmos bem, é através do respeito. Entender que somos diferentes, com objetivos diferentes, vindos de ambientes diferentes, com manias diferentes.

Quando achamos alguém com afinidades/similaridades criamos laços, as amizades, que podem ser passageiras ou duradouras, mas isso fica em segundo plano. Todas as pessoas têm algo a oferecer, alguma experiência, algo a ensinar, seja o que for – por mais superficial que possa parecer – e é nesse ponto que falhamos: nos deixamos levar por aparências, tendências, e acabamos por taxar e classificar as pessoas, e não damos oportunidades a elas. Essa oportunidade tem de ser dada.

E mesmo quando somos completos opostos, temos de aceitar conviver, afinal o ser humano é uma criatura de sociedade, e além de “Robinson Crusoé”, ninguém conseguiria viver isolado por muito tempo, sem fugir à realidade.

Normalmente o respeito na sala de aula é difícil de acontecer, devido às diferenças de cada um. Uma pessoa pode ser reprimida e vítima de xingamentos por parte de certos alunos que não conseguem conviver com a diferença, e por aquela pessoa ser diferente ela é deixada de fora dos assuntos em que pode se chamar de “amizade”. Mas se o aluno não consegue manter um relacionamento bom com esses colegas, deve procurar novas formas de manter o respeito ali na sala de aula, nos padrões da escola. Por exemplo: Procurar a ajuda de um coordenador ou de um professor, e esclarecer a situação para ver o que pode ser feito.

Talvez sejamos diferentes, mas continuamos os mesmos. Na sala de aula não deve ter obrigatoriamente amizade, mas sim o respeito. É a base e o princípio de tudo, depois da humildade. Para alguns alunos todos são um milagre ao modo deles, e o que se deve fazer é ouvir você mesmo, não o que as outras pessoas dizem. Manter a paz em seu local de estudo, é a melhor coisa que alguém pode fazer, pois, quando um aluno está lendo em casa ou estudando para época de provas ele procura o melhor local onde nada pode interrompê-lo. Na sala deve acontecer o mesmo.

Não se pode ter inimigos na sala de aula, o melhor a fazer é tentar mostrar a eles o que você tem de melhor e alguma coisa que possa agradá-los. Não existe ninguém mais feio, mais bonito, mais inteligente ou menos inteligente. E é assim que o aluno deve viver dia após dia, tentando sempre impor respeito em seu local de estudo.

Qual a Importância da Escola na Formação do Ser Humano?

Primeiramente ao pensarmos em escola virá logo a cabeça a idéia do “Vestibular”. Mas vamos pensar um pouco: passamos mais de 10 anos da nossa vida freqüentando aulas todos os dias, apenas para chegar a um ponto onde faremos uma prova? É isso?

Para muitos, infelizmente, é bem por aí.

Como já dito, a escola é um lugar onde se aprende, e é por isso que continuamos freqüentando-a. A escola não te ensina apenas, matemática, geografia, história, te ensina a conviver com pessoas diferentes e aceita-las, a ser uma pessoa tolerante, ensina a cumprir prazos, horários, e a cria responsabilidade, afinal durante os primeiros anos de nossas vidas, na maioria das vezes, nossa única responsabilidade é a escola.

E mesmo que no restante da nossa vida, nunca vamos usar determinados conteúdos, estes se tratam de conhecimento, e conhecimento nunca é demais. Conhecer faz crescer, ampliando os horizontes, quem conhece mais, pode entender melhor como funciona a vida. Indo mais longe, por que vivemos, sem entender a vida?

“Puxando a linha da pipa”, a escola é algo muito importante em nossas vidas, e em nossos primeiros anos, é possivelmente nossa maior influência, e nossa principal forma de descobrir o mundo. Depois crescemos e parecemos nos esquecer dessa importância, e então crescemos mais um pouco, e recordamos de como a época da escola, foi a melhor de nossas vidas.



2 comentários:

Burnin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernanda disse...

Quando se está na escola, passamos a maior parte do tempo imaginando como será a vida fora dali, anciosos pra cruzar os portões e não mais voltar. Mas depois de formados, não precisa esperar anos, já na primeira semana sentimos falta da época de colégio... Para quem ainda tá no colégio, aproveitem muito bem todos esses anos porque mesmo que odeie cada segundo na sala de aula, quando sair, vai sentir falta. [Experiência própria rs]